A ferrugem desafia a promessa futurista da Cybertruck de Elon Musk, que enfrenta problemas de oxidação

A ferrugem desafia a promessa futurista da Cybertruck de Elon Musk, que enfrenta problemas de oxidação Foto: pplware / Reprodução
Publicidade

Desde seu lançamento, a Cybertruck da Tesla, a caminhonete elétrica futurista prometida por Elon Musk, tem sido um tópico de grande interesse. Porém, recentemente, um problema inesperado surgiu: a formação de ferrugem. Proprietários relataram manchas de ferrugem em suas Cybertrucks novas, contradizendo a promessa da Tesla de um veículo com carroceria de aço inoxidável resistente e durável.

Houve especulações sobre as possíveis causas desses problemas. Uma teoria sugerida é a contaminação ambiental, como poeira ferroviária durante o transporte dos veículos. A ideia é que as partículas metálicas finas produzidas pelas rodas dos vagões de trem sobre os trilhos podem aderir aos veículos. Quando expostas à água e a outros elementos, essas partículas podem ser corrosivas.

Publicidade

Outra consideração importante é a natureza do aço inoxidável em si. Enquanto muitos acreditam que o aço inoxidável é completamente imune à ferrugem, na realidade, ele é apenas mais resistente à oxidação do que outros tipos de aço. A Tesla afirma utilizar uma liga própria, denominada 30X, para a Cybertruck, mas mesmo assim, algumas graduações desta liga podem sofrer oxidação em certa medida.

A Cybertruck não possui uma camada de verniz, que em outros veículos atua como uma barreira protetora contra ferrugem e oxidação

Isso significa que qualquer arranhão atinge diretamente as chapas de aço inoxidável. A Tesla recomenda a remoção imediata de substâncias corrosivas como graxa, óleo, fezes de pássaros, resina de árvore, insetos mortos, sal de estrada e outras contaminações para prevenir danos. Produtos como Bar Keeper’s Friend e CitriSurf 77 foram recomendados para a limpeza dessas contaminações superficiais.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  A segunda geração da Bateria Blade da BYD promete ultrapassar 1.000 km por carga

Embora não seja um problema generalizado, esta situação destaca a importância da manutenção e cuidados adequados com veículos de acabamento especial, como a Cybertruck. Tanto proprietários atuais quanto potenciais compradores devem estar cientes dessas necessidades específicas de cuidado. Ao mesmo tempo, a equipe da Tesla e especialistas continuam trabalhando para abordar e esclarecer esses problemas, assegurando aos usuários que as manchas são apenas contaminações superficiais que não afetam o metal base.

Preservando a Cybertruck: Estratégias e cuidados contra a corrosão prematura

A manutenção e os cuidados com a Cybertruck da Tesla, especialmente em relação à oxidação, têm sido um ponto de foco tanto para os proprietários atuais quanto para os potenciais compradores. De acordo com as informações disponíveis, a Cybertruck, sendo um veículo com carroceria de aço inoxidável, apresenta desafios únicos de manutenção que requerem atenção especial.

Publicidade

Primeiramente, é importante esclarecer um equívoco comum: apesar do aço inoxidável ser mais resistente à oxidação do que outros tipos de aço, ele não é completamente imune à ferrugem. A Tesla utiliza uma liga própria, conhecida como 30X, para a carroceria da Cybertruck, que ainda pode sofrer oxidação em certa medida.

Proprietários relataram manchas de ferrugem em suas Cybertrucks, especialmente após exposição à água. Uma teoria é que isso poderia ser resultado de contaminação ambiental, como poeira ferroviária, um problema comum para veículos transportados por trens. Essas partículas metálicas, quando expostas aos elementos, podem ser corrosivas.

LEIA TAMBÉM:  A segunda geração da Bateria Blade da BYD promete ultrapassar 1.000 km por carga

O manual do proprietário da Cybertruck recomenda a remoção imediata de substâncias corrosivas como graxa, óleo, fezes de pássaros, resina de árvore, insetos mortos, sal de estrada e outros contaminantes para prevenir danos. Para a limpeza dessas contaminações superficiais, produtos como Bar Keeper’s Friend e CitriSurf 77 foram recomendados.

Além disso, para uma proteção mais duradoura, algumas opções como revestimentos cerâmicos e películas de proteção transparentes podem ser consideradas, embora possam representar um custo adicional. É fundamental que os proprietários se adaptem a essas necessidades específicas de cuidado para manter a integridade estética e funcional de seus veículos

Com informações: Electrek; The Register; Carscoops; Tesla North; Tesla Rati; Tesla.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

Ana Paula Araújo
Ana Paula Araújo

Ana Paula Araújo escreve no Cultura Ambiental nas Escolas sobre meio ambiente, sustentabilidade, energias renováveis e suas implicações, veículos elétricos e as principais novidades do setor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *