Combustível caro? Aqui estão as 10 motos que lideram em economia de combustível

Combustível caro? Aqui estão as 10 motos que lideram em economia de combustível Foto: Estado de Minas / Reprodução

Em um contexto de elevação constante nos preços dos combustíveis e despesas iniciais do ano, a escolha de uma motocicleta econômica se torna uma preocupação central para muitos brasileiros

Publicidade

Este artigo apresenta uma análise detalhada das dez motocicletas mais eficientes em consumo de combustível disponíveis no mercado brasileiro, considerando aspectos como preço, motor, consumo, e capacidade do tanque.

  1. Honda Pop 110i: Com um consumo médio impressionante de 55 km/l, esta moto é uma opção acessível, custando a partir de R$ 9.570.
  2. Honda Biz 110i: Outra opção da Honda, esta moto oferece um consumo médio de 52,9 km/l e um preço inicial de R$ 11.670.
  3. Shineray Phoenix S EFI: Esta motocicleta tem um consumo médio de 48 km/l e um preço bastante competitivo, a partir de R$ 8.290.
  4. Haojue DK 150: Com um motor de 149 cm³, esta moto oferece em média 48 km/l de consumo por um preço inicial de R$ 13.936.
  5. Haojue DR 160: Um pouco mais cara, esta opção tem um consumo médio de 47 km/l e um preço a partir de R$ 19.246.
  6. Shineray Jet 125 SS EFI: Oferece em média 45 km/l de consumo por um preço inicial de R$ 10.790.
  7. Haojue DK 160: Com um consumo médio de 45 km/l, custa a partir de R$ 16.044.
  8. Honda Elite 125: Com 45 km/l de consumo médio, esta moto tem um preço inicial de R$ 12.580.
  9. Yamaha Factor 125: Oferece em média 42 km/l e custa a partir de R$ 15.090.
  10. Honda CG 160: Fecha a lista com um consumo médio de 41 km/l e preço a partir de R$ 14.360.
LEIA TAMBÉM:  Transição energética sacode mercado de petróleo; O que esperar dos preços?

É crucial notar que o consumo de combustível das motocicletas é influenciado por vários fatores, como o estilo de pilotagem, o peso do condutor e do passageiro, e os tipos de estrada. Portanto, o consumo real pode variar significativamente.

Publicidade

Diferentemente dos automóveis, as motocicletas no Brasil não contam com um Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro. Portanto, as informações sobre eficiência energética são obtidas diretamente dos fabricantes, o que pode afetar a precisão dos dados.

Etanol ou gasolina: Qual é melhor para motos?

No Brasil, onde a produção de etanol é significativa, muitos proprietários de motocicletas se deparam com a escolha entre etanol e gasolina. Cada combustível possui suas vantagens e desvantagens, e a escolha ideal depende de vários fatores.

Publicidade

Vantagens do etanol

  • Menor impacto ambiental: O etanol é menos poluente, emitindo menos gás carbônico e partículas na atmosfera.
  • Menor acúmulo de resíduos: O etanol produz menos resíduos no motor, reduzindo o risco de mal funcionamento e desgaste.

Desvantagens do etanol

Publicidade
  • Maior consumo de combustível: O etanol tem cerca de 70% do poder calorífico da gasolina, resultando em um consumo até 30% maior.
  • Mitos sobre potência: Não há evidências claras de que o etanol ofereça maior potência em motocicletas flex.
  • Necessidade de mistura: Em motocicletas flex, recomenda-se a mistura de etanol e gasolina para evitar dificuldades na partida.

Vantagens da gasolina

  • Maior autonomia: A gasolina oferece maior distância percorrida por tanque devido à sua maior eficiência energética.
  • Disponibilidade e estabilidade: Mais fácil de encontrar e menos propensa a deterioração.
LEIA TAMBÉM:  Transição energética sacode mercado de petróleo; O que esperar dos preços?

Desvantagens da gasolina

  • Custo mais elevado: Frequentemente, a gasolina tem um preço por litro mais alto em comparação com o etanol.
  • Impacto ambiental maior: A gasolina é um combustível fóssil, e sua queima resulta na emissão de uma quantidade significativa de dióxido de carbono (CO2), um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa.

Escolha Baseada em Custo-Benefício

A escolha entre etanol e gasolina deve considerar o tipo de veículo, o preço dos combustíveis na região, e as necessidades individuais do condutor. O “fator de rendimento” (FR) é uma métrica útil: divide-se o preço do etanol pelo da gasolina e, se o resultado for menor que 0,7, o etanol é mais vantajoso.

A escolha de uma motocicleta econômica e a decisão entre etanol e gasolina são cruciais para equilibrar preocupações ambientais, desempenho e economia. As motos listadas oferecem eficiência no consumo, enquanto a escolha entre etanol e gasolina dependerá das condições locais e das preferências individuais.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | |

Sobre o Autor

Ana Paula Araújo
Ana Paula Araújo

Ana Paula Araújo escreve no Cultura Ambiental nas Escolas sobre meio ambiente, sustentabilidade, energias renováveis e suas implicações, veículos elétricos e as principais novidades do setor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *