Cosméticos sustentáveis: tudo o que você precisa saber

Escrito por Geovane Souza

A sustentabilidade está em alta em todo o mundo. Nesse sentido, as pautas que envolvem o meio ambiente estão em destaque. Ao passo que esse movimento cresce, erguem-se debates. Um deles é sobre cosméticos sustentáveis.

Em suma, para criar cosméticos sustentáveis, utilizam-se ingredientes naturais. Dessa forma, esses produtos agridem menos o meio ambiente. Além disso, os cosméticos sustentáveis não são testados em animais.

Cosméticos sustentáveis: tudo o que você precisa saber

Ao contrário da indústria cosmética tradicional, a indústria sustentável busca outras alternativas. Frequentemente, o público consumidor as recebe de forma positiva. Principalmente porque o movimento natural está conquistando seu espaço.

A princípio, inúmeras marcas estão adaptando os seus produtos. E essa prática tende a se tornar ainda mais comum. Inclusive, já bastante recomendada até em lugares como lojas ou clínica de estética. O consumo consciente mobiliza a população nesse sentido. E é sobre este tema que este post irá tratar.

O que são cosméticos sustentáveis?

Bem como já discorremos no item anterior, cosméticos sustentáveis são aqueles que cuidam de você. Entretanto, sem deixar de cuidar do meio ambiente. Por isso, recebem essa clássica denominação

Podem ser consideradas, como linhas de cuidado sustentáveis, produtos das categorias:

  • Shampoo;
  • Condicionador;
  • Creme para pentear;
  • Hidratante;
  • Esfoliante;
  • Creme contra rugas;
  • Sabonete;
  • Óleos corporais;
  • Óleos para os cabelos.

Além desses, diversos outros cosméticos podem ser sustentáveis. Para tanto, basta obedecer algumas regras de enquadramento. Afinal, receber o rótulo de sustentabilidade é um compromisso com o cliente e, também, com o planeta.

PARA VOCÊ:
Pesquisadores da Universidade de Tóquio desenvolveram sistema que retira dióxido de carbono diretamente da atmosfera

Ecodesign: é impossível ser sustentável sem ele!

Antes de mais nada, para ser um produto sustentável, é preciso se enquadrar como tal. Uma das principais maneiras é ser inserido em uma embalagem voltada para o ecodesign. Como princípio, o ecodesign visa reduzir a produção de resíduos.

Nesse sentido, os fabricantes dão preferência às embalagens recicladas ou recicláveis. Em outras palavras, inserem os insumos produzidos em recipientes com bioplástico ou vidros. Como resultado, menos embalagens plásticas são jogadas no lixo ou descartadas, de forma incorreta, no meio ambiente.

Do mesmo modo, uma aposta da indústria “verde”, é em embalagens do tipo refil. Ou seja, quando o produto acaba, o frasco pode ser reutilizado. Ganha, com isso, o consumidor. Acima de tudo, pela diminuição dos custos de produção.

Revisão de componentes: diminua o impacto ambiental dos cosméticos

Você já deve ter percebido, no decorrer deste texto, que os cosméticos sustentáveis não agridem o meio ambiente. Isso porque, além das embalagens, outras características se destacam. Por exemplo: a produção a partir de matérias-primas naturais.

Em síntese, isso significa que os cosméticos sustentáveis fazem uso de materiais naturais em sua produção. Na maioria das vezes, folhagens, sementes, flores e óleos. Tudo, é claro, feito de forma adequada, com o objetivo de não impactar negativamente o meio ambiente.

Entre as substâncias mais utilizadas, estão:

  • Mel;
  • Cera de abelha;
  • Óleo de palma;
  • Óleo de coco;
  • Babosa;
  • Extrato de bambu;
  • Folhas secas;
  • Camomila;
  • Lavanda;
  • Milho;
  • Soja;
  • Colágeno;
  • Gelatina.
PARA VOCÊ:
Estado de Alagoas da inicio a projeto que transforma gás metano de aterros sanitários em energia elétrica

Em contrapartida, são evitados, principalmente:

  • Ceras parafínicas;
  • Neutralizantes;
  • Corantes;
  • Polímeros sintéticos;
  • Parabenos;
  • Sulfatos;
  • Qualquer outro material que exija testagem animal.

Por que investir em cosméticos sustentáveis?

Os principais benefícios serão para a sua própria saúde. Ao consumir cosméticos sustentáveis, ou seja, sem matérias-primas sintéticas, você estará utilizando, em seu corpo, elementos naturais. 

Em suma, isso significa que o seu organismo não será, brutalmente, agredido. Além disso, é importante, também, lembrar-se a respeito do descarte das embalagens

Conforme mencionamos, os cosméticos sustentáveis, normalmente, são colocados em recipientes “eco-friendly”. Isso diminui a produção e o descarte de plástico no mundo.

Por fim, a modo de comparação, esses produtos são mais eficazes. As chances de você ter alergia, por exemplo, a cosméticos produzidos por meio de babosa, são muito menores. 

Principalmente quando comparadas às possibilidades de ser alérgico aos sais contidos na maioria dos shampoos.

Por último, mas não menos importantes, o uso de cosméticos sustentáveis é saudável a longo prazo. Isso porque anos e anos de utilização de produtos químicos, uma hora ou outra, cobram a conta. 

Portanto, se houver uma outra alternativa, agarre-a com força!

Sustentabilidade: uma tendência na indústria mundial

Caso você tenha chegado até aqui, certamente a sustentabilidade é um assunto de seu interesse. E, como você pôde perceber, indústrias do mundo todo têm se adaptado a ela. Portanto, é óbvio que a indústria cosmética não ficaria de fora.

Além de ser uma alternativa economicamente viável para as empresas, a produção sustentável agrega valor ao produto. Assim, cada vez mais pessoas têm aderido a essa prática. Afinal, além de ser benéfica para o planeta, mexe no bolso dos indivíduos.

PARA VOCÊ:
Multinacional Braskem irá investir R$ 130 milhões em centro de desenvolvimento de Embalagens Circulares

Então, não é difícil vislumbrar um futuro no qual a sustentabilidade seja o principal objetivo e interesse das empresas. Sejam essas de pequeno, médio ou grande porte. A frase de que “o futuro é sustentável” nunca fez tanto sentido quanto nos dias de hoje.

Principais produtos eliminados na produção de cosméticos sustentáveis

  • Sulfatos: definitivamente, sulfatos são elementos “inimigos” do meio ambiente. Você pode percebê-los como os responsáveis pela criação de espumas dos shampoos e sabonetes. Quando eliminados na cadeia produtiva, tendem a impactar menos o organismo do paciente;
  • Parabenos: normalmente, os parabenos são utilizados nas fórmulas dos cosméticos para aumentar os seus prazos de validade. Entretanto, são extremamente agressivos para a pele humana. Podem causar alergias, além de outras complicações;
  • Petrolatos: frequentemente, petrolatos são utilizados em shampoos. São elementos derivados do petróleo, que podem acumular no couro cabeludo e iniciar processos inflamatórios e alérgicos.

Conclusão

Percebeu como os cosméticos sustentáveis têm ganhado cada vez mais espaço na indústria e nos lares dos consumidores? Isso se dá, principalmente, por conta da consciência ambiental, que é cada vez mais divulgada por pessoas que estão no centro dos holofotes.

Além disso, por possuírem propriedades naturais, cada vez mais pessoas têm vontade de experimentá-los. Isso é muito positivo, seja para o planeta ou, ainda, para a saúde das pessoas que topam fazer a experiência com os mesmos.

Artigos relacionados