Engenheiro da Tesla é atacado por robô em fábrica após pane

Engenheiro da Tesla é atacado por robô em fábrica após pane Foto: Jornal do Carro / Reprodução

Um engenheiro da Tesla sofreu ferimentos sérios após ser atacado por um robô na fábrica da empresa em Austin, Texas

Publicidade

O robô, que é utilizado na manipulação de peças de alumínio para automóveis, agiu inesperadamente, resultando em ferimentos no engenheiro que estava reprogramando o software de outros robôs na fábrica.

O acidente ocorreu quando dois robôs foram desativados para manutenção, mas um terceiro continuou operando, levando ao incidente. O engenheiro ficou preso e sofreu ferimentos nas costas e no braço, deixando um rastro de sangue na fábrica.

Publicidade

Este caso é apenas um dos vários incidentes relatados em fábricas da Tesla envolvendo automação e segurança do trabalho. Há relatos de outros acidentes graves, incluindo colisões com empilhadeiras e exposição a substâncias tóxicas. Além disso, surgiram preocupações com o sub-relato de lesões na fábrica, sugerindo que o número real de incidentes pode ser maior do que o oficialmente registrado.

Os relatórios de lesões são uma obrigação legal da Tesla para manter incentivos fiscais do estado

No entanto, há alegações de que a Tesla pode estar sub-relatando acidentes de trabalho. Além disso, há relatos de que a Tesla, em suas instalações na Califórnia, já classificou incorretamente acidentes de trabalho para evitar escrutínio regulatório.

Publicidade

Este incidente levanta questões significativas sobre a segurança na automação industrial, não apenas na Tesla, mas em toda a indústria. Relatos semelhantes de lesões associadas a robôs surgiram em outros ambientes de trabalho automatizados, destacando a necessidade de melhorias nas práticas de segurança.

LEIA TAMBÉM:  Contran explica as diretrizes para conduzir veículos elétricos e aumentar a segurança no trânsito depois da alta de acidentes envolvendo EVs

O incidente na fábrica da Tesla em Austin destaca a importância de medidas de segurança rigorosas no ambiente de trabalho, especialmente em indústrias altamente automatizadas. A segurança dos trabalhadores deve ser uma prioridade para garantir que a automação seja implementada de forma responsável e segura.

Publicidade
Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | | | |

Sobre o Autor

Ana Paula Araújo
Ana Paula Araújo

Ana Paula Araújo escreve no Cultura Ambiental nas Escolas sobre meio ambiente, sustentabilidade, energias renováveis e suas implicações, veículos elétricos e as principais novidades do setor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *