Novas regras em 2024; Novos itens de segurança obrigatórios para carros, controle de estabilidade e mais

Novas regras em 2024; Novos itens de segurança obrigatórios para carros, controle de estabilidade e mais Foto: Jornal NH / Reprodução

Em 1º de janeiro de 2024, entrou em vigor uma série de regulamentações que visam aprimorar a segurança viária e acompanhar os avanços tecnológicos no Brasil

Publicidade

Essas mudanças eram originalmente previstas para 2021, mas foram adiadas devido à pandemia da Covid-19. Agora, é fundamental que os motoristas e compradores de carros estejam cientes das novas obrigações que afetam os veículos novos vendidos no país.

Os veículos novos comercializados a partir deste ano devem atender a seis novos requisitos de segurança. Estes são:

Publicidade
  • Luzes Diurnas (DRLs): Todos os carros novos devem sair de fábrica com luzes diurnas, que podem ser tanto LEDs quanto lâmpadas convencionais. Essas luzes aumentam a visibilidade do veículo, contribuindo para a segurança nas estradas, mesmo durante o dia.
  • Controle de Estabilidade (ESC): O destaque dessa mudança é o controle de estabilidade, conhecido como ESC. Esse sistema é essencial para evitar que o motorista perca o controle do carro em situações críticas, como curvas fechadas, desvios bruscos de rota e pisos escorregadios.
  • Alerta de Cinto Afivelado: Um alerta de cinto afivelado, que indica a todos os ocupantes a importância de manterem seus cintos de segurança afivelados, agora é obrigatório em todos os veículos novos.
  • Teste de Impacto Lateral: Para garantir maior segurança em colisões laterais, os carros novos devem passar por um teste de impacto lateral, assegurando a integridade dos motoristas e passageiros.
  • Indicação de Frenagem Brusca: Essa novidade consiste em um sistema que indica quando o motorista faz uma frenagem brusca, alertando outros motoristas sobre a ação e reduzindo o risco de colisões traseiras.
  • Repetidores de Seta nos Retrovisores ou Para-lamas: A inclusão de repetidores de seta nos retrovisores ou para-lamas é outra medida de segurança importante, tornando as intenções de virar do veículo mais visíveis para os outros motoristas.
LEIA TAMBÉM:  Transição energética sacode mercado de petróleo; O que esperar dos preços?

Vale destacar que a obrigatoriedade do controle de estabilidade para vans, ônibus e caminhões foi postergada para 1º de janeiro de 2025. Essa prorrogação foi estabelecida levando em consideração as especificidades desses tipos de veículos e a necessidade de adaptação da indústria automotiva.

Essas novas regulamentações têm como objetivo principal proporcionar um ambiente rodoviário mais seguro, alinhado com os avanços tecnológicos e garantir a integridade dos motoristas e passageiros

Com essas medidas, o Brasil busca melhorar significativamente a segurança viária, reduzir acidentes e salvar vidas.

Publicidade

Os fabricantes de veículos agora enfrentam o desafio de integrar esses novos dispositivos de segurança em seus projetos, garantindo que os carros novos atendam a essas regulamentações. Com o compromisso de garantir uma condução mais segura e eficiente, essas mudanças representam um passo importante na evolução da segurança automotiva no país.

Portanto, fique atento às novas regras ao adquirir um carro novo em 2024 e aproveite as inovações que visam proteger você e sua família nas estradas brasileiras.

Publicidade

Avanços futuros na segurança viária

Além das mudanças iminentes em 2024, o cenário da segurança viária continua a evoluir. Uma tendência notável é a integração de sistemas de assistência ao condutor (ADAS), como controle de cruzeiro adaptativo, frenagem de emergência autônoma e assistência de faixa.

Esses sistemas avançados têm o potencial de tornar as estradas ainda mais seguras, ajudando os motoristas a evitar colisões e reduzir acidentes.

LEIA TAMBÉM:  Rival do Chevrolet Onix faz mais de 14 km/l na versão 1.0 Comfort

Outra área em crescimento é a conectividade dos veículos, que permite a troca de informações em tempo real entre carros e infraestrutura viária. Essa tecnologia pode alertar os motoristas sobre condições perigosas, congestionamentos e outros eventos nas estradas, melhorando a segurança e a eficiência do tráfego.

Portanto, enquanto nos adaptamos às novas regulamentações em 2024, também podemos esperar que a tecnologia continue desempenhando um papel fundamental na transformação da segurança viária. Mantenha-se atualizado sobre essas inovações à medida que elas se tornam disponíveis, pois elas podem fazer a diferença em sua segurança e na de todos os usuários das estradas brasileiras.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

Ana Paula Araújo
Ana Paula Araújo

Ana Paula Araújo escreve no Cultura Ambiental nas Escolas sobre meio ambiente, sustentabilidade, energias renováveis e suas implicações, veículos elétricos e as principais novidades do setor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *