Bicicleta elétrica parruda, com cara de moto, tem 65 km de autonomia, freios a disco e suspensão telescópica

Bicicleta elétrica parruda, com cara de moto, tem 65 km de autonomia, freios a disco e suspensão telescópica Fonte: NIU/Divulgação
Publicidade

A NIU, uma fabricante chinesa de veículos elétricos inteligentes, acaba de apresentar ao mercado a NIU SQi, uma bicicleta elétrica com cara de moto e um design futurista. O modelo robusto e elegante apresenta rodas aro 17 polegadas de magnésio e foi inspirado em modelos da Husqvarna.

Um design arrojado

A bicicleta elétrica NIU SQi tem um design arrojado que lembra uma motocicleta, mas com um estilo moderno. O modelo possui um quadro forte, iluminação Full-LED, painel de instrumentos em LCD e bateria removível. Além disso, o visual da bicicleta elétrica remete às motos elétricas, com elementos como discos de freios grandes e suspensão telescópica.

Publicidade

Características e desempenho da bicicleta elétrica com cara de moto

A NIU SQi é movida por uma bateria de lítio de 48V e 20Ah, que oferece uma autonomia de 65 km, e pode ser estendida dependendo da utilização dos pedais. O motor elétrico tem uma potência de 400W, o que permite que a bicicleta elétrica atinja uma velocidade máxima de 25 km/h. O modelo também apresenta controle de cruzeiro, faróis automáticos com sensor e porta USB.

Mobilidade elétrica urbana

Com seu foco na mobilidade elétrica urbana, a NIU SQi é uma opção interessante para quem procura um meio de transporte ecológico e diferente. Além disso, a bicicleta elétrica é uma opção econômica, já que não emite poluentes e pode ser recarregada em uma tomada comum.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  Romatlink lança e-bike dobrável, a Dolphin, que leva duas pessoas e com autonomia estimada de até 161 km por carga

Apesar de ainda não estar previsto o lançamento do modelo no Brasil ou em outros mercados, o modelo custa 8.999 yuans na China, o que equivale a R$ 6.800 em uma conversão direta. E, devido à sua velocidade máxima de 25 km/h, não é necessário ter habilitação em diversos países para pilotá-la.

Essa bicicleta elétrica com cara de moto é uma novidade que pode conquistar espaço no mercado chinês e, potencialmente, em outros lugares do mundo. A combinação de elementos de scooter, moto e bicicleta é uma aposta que pode atrair um público que busca uma mobilidade elétrica diferenciada e inovadora.

Publicidade
Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *