Kawasaki lança Ninja E-1 e Z E-1: as moto elétricas que vão sacudir o mundo de duas rodas

Kawasaki lança Ninja E-1 e Z E-1: as moto elétricas que vão sacudir o mundo de duas rodas Kawasaki lança Ninja elétrica (Imagem / Reprodução: KAWASAKI)

A Kawasaki acabou de sacudir o mundo das duas rodas com um lançamento pra lá de eletrizante: as primeiras motos elétricas da marca, Ninja E-1 e Z E-1. E olha, elas prometem dar o que falar. Vamos mergulhar nos detalhes dessas belezuras?

Publicidade

A Ninja E-1 vem com aquele visual carenado que a gente já conhece e adora na família Ninja. Já a Z E-1 traz a vibe da linha Z, só que agora, totalmente eletrificada.

Mas não se engane, essas motos elétricas não são qualquer coisa. Elas mantêm o motor no lugar clássico das motos a combustão, garantindo aquela centralização de massas que a galera curte. E mais: transmissão final por corrente, seguindo a tradição, mas sem gastar uma gota de gasolina.

Publicidade

Potência e tecnologia: as elétricas com pegada

OFICIAL: Moto Elétrica Kawasaki são lançadas Ninja E-1 e Z e-1 (Vídeo / Reprodução: Motorede)

Apesar de terem uma aparência de “motos de verdade“, as elétricas da Kawasaki têm uma potência nominal de 6,8 cavalos, podendo chegar a 12 cavalos com o modo E-Boost.

A velocidade máxima? Até 88 km/h no modo Road e 64 km/h no Eco, com um plus no E-Boost, chegando a mais de 100 km/h. São motos de entrada, mas com uma pegada bem interessante.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  Vera: A primeira moto elétrica biodegradável da Tarform chega ao mercado

Autonomia e carregamento: praticidade no dia a dia

As motos vêm equipadas com duas baterias de íons de lítio removíveis, que podem ser carregadas em apenas 3,7 horas. E tem mais: sistema regenerativo que recicla energia de volta pra bateria, aumentando a autonomia. No modo mais econômico, elas rodam uns 65 km. E na hora de carregar, são três opções pra facilitar a vida do piloto.

Além de tudo isso, as motos trazem o sistema de modo Walk, para ajudar nas manobras, painel de instrumentos TFT de 4,3 polegadas com conectividade e o tal E-Boost, que dá aquele empurrãozinho extra de potência por uns 15 segundos. E claro, freio ABS com disco nas duas rodas, porque segurança nunca é demais.

Publicidade

Preço e opinião: vale o investimento?

As novas motos elétricas da Kawasaki já estão em pré-venda nos Estados Unidos, com preços sugeridos de US$ 7.299 para a Z e US$ 7.599 para a Ninja. Convertendo pro Real, estamos falando de quase R$ 37.000 e mais de R$ 38.000, respectivamente.

Um preço meio salgado para uma elétrica equivalente a 125 cilindradas, mas e aí, o que você acha? O design tá legal? E essa pegada de moto a combustão, é interessante?

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: |

Sobre o Autor

Bruno Teles
Bruno Teles

Fala sobre tecnologia e inovação. Atualiza diariamente sobre mobilidade elétrica.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *