Quanto aumenta na conta de luz por mês para carregar uma moto elétrica na tomada de casa todos os dias?

Quanto aumenta na conta de luz por mês para carregar uma moto elétrica na tomada de casa todos os dias Fonte da imagem: Moto Elétrica Brasil
Publicidade

O mercado de transporte elétrico está em franca expansão. E com ele começam a surgir certas incertezas. Tomemos, por exemplo, qual o consumo de energia, e quanto aumenta na conta de luz para carregar uma moto elétrica.

Em 2022, houve um aumento notável no número de bicicletas e motos elétricas vendidas. No decorrer de todo o ano, foram 7,2 mil vendas de motos e motonetas elétricas, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Publicidade

Em relação ao valor de 2021, essa estatística reflete um crescimento de 346%. Apesar do aumento nas vendas, as motos elétricas continuam tendo uma influência insignificante no mercado geral de motocicletas, que atingiu mais de 1,3 milhão de unidades em 2022.

Os fatos relativos aos veículos elétricos são animadores e mostram que o mercado de está crescendo no Brasil, ainda que os números sejam mínimos quando comparados às motocicletas convencionais. Como consequência direta disso, os clientes quase sempre têm dúvidas sobre a relação custo-benefício do produto.

Publicidade

Quanto de dinheiro aumenta na conta de energia ao carregamento de uma moto elétrica em uma residência particular?

O baixo custo de operação e manutenção é uma das vantagens mais significativas oferecidas pelas motocicletas e bicicletas elétricas. No entanto, o veículo precisará de recargas diária.

LEIA TAMBÉM:  Felo M1: Conheça a moto elétrica dobrável que recarrega seu celular

A bateria, que na maioria das vezes tem vida útil de até 2.000 ciclos completos ou até 120.000 quilômetros, será o principal foco de atenção do proprietário. Esse tempo pode ser reduzido significativamente se a motocicleta for utilizada regularmente.

Publicidade

O valor gasto em energia elétrica necessária para o carregamento da bateria deve ser uma fonte de preocupação para quem pensa em comprar uma moto elétrica.

Sempre que alguém está pensando em comprar um veículo desse tipo, muitas vezes surge o tópico de quanto custa para carregar uma motocicleta elétrica em casa. Afinal, é fundamental compreender a influência que isso terá em suas finanças pessoais para ter noção do gasto que ele vai gerar para recarregar todos os dias.

Veja agora as instruções sobre como calcular o custo em eletricidade que tem o carregamento de uma moto elétrica

De acordo com a cooperativa de energia elétrica Cooperluz, do Rio Grande do Sul, o cálculo necessário para saber quanta energia é gasta para carregar a bicicleta elétrica é simples, no entanto, precisaremos empregar certas fórmulas para obter a resposta correta.

A primeira fórmula é a seguinte: Potência da motocicleta elétrica multiplicada pelo tempo que leva para carregá-la. Assim você encontra o valor em quilowatts-hora (kWh). Depois disso, você precisa dividir esse número por 1.000.

A solução para a primeira equação é incluída na seguinte fórmula: O valor do kWh multiplicado pelo preço do kWh é igual ao valor final.

Em uso real, se sua moto elétrica tiver uma potência de 3.000 W e puder ser totalmente carregada em 5 horas, a quantidade de energia que você produzirá será 3.000 vezes 5 dividido por 1.000, que é 15 kWh. Para concluir as próximas etapas, você precisará estar ciente do preço de um kWh em sua cidade específica.

LEIA TAMBÉM:  Vera: A primeira moto elétrica biodegradável da Tarform chega ao mercado

A Agência Nacional de Energia Elétrica é responsável por determinar o preço do kWh, que varia de um estado para outro. Esse valor pode variar entre R$ 0,50 e R$ 1, ou até mais. Se assumirmos que um quilowatt-hora custa R$ 0,92 e que a moto elétrica tem autonomia de até 120 quilômetros, então o cálculo para o custo de rodar 120 quilômetros será de 15 kWh multiplicado por 0,92, que dá R$ 13,80.

Para saber o valor médio gasto em um mês o propietário também precisará saber aproximadamente quantos quilômetros ele percorre com a moto no período. Um estudo realizado pela KBB Brasil constatou que a distância média mensal percorrida por brasileiros em veículos elétricos é de 1.200 quilômetros.

Como resultado, você precisa dividir o número total de quilômetros percorridos ao longo do mês pelo número total de quilômetros que uma única recarga atinge. Nesse cenário específico, a resposta seria: 1200/120 = 10.

Ao multiplicar esse número pelo valor pago por uma carga: 10 vezes 13,80 dólares é 138 reais. Diante das informações apresentadas acima, R$ 138 é o valor que vai aumentar na sua conta de energia caso você tenha uma moto elétrica com as especificações citadas.

E como saber quanto a minha moto elétrica gasta de energia por mês?

Para saber quanto a sua moto elétrica vai gastar de energia elétrica por mês é fácil. Tudo o que você precisa fazer é modificar os dados do exemplo pelos dados reais do seu veículo elétrico e, assim, poderá determinar quanto dinheiro gasta por mês em sua motocicleta elétrica.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *