Tá mais barato! Produtores rurais brasileiros abraçam a Energia Solar frente a desafios econômicos

Produtores rurais brasileiros abraçam a Energia Solar Foto: Sedest / Reprodução

A ABSOLAR projetou um crescimento na capacidade instalada de energia solar no Brasil, alcançando 45,5 GW ao final de 2024

Publicidade

O Brasil, em 2024, vê um cenário promissor para a energia solar, marcado por tarifas de energia crescentes, queda nos preços dos equipamentos fotovoltaicos e juros mais baixos. Estes fatores contribuem para um maior interesse na geração distribuída de energia solar, que inclui pequenos e médios sistemas instalados em residências, propriedades rurais e estabelecimentos comerciais.

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) projetou um acréscimo significativo na capacidade instalada de energia solar no país, alcançando 45,5 GW ao final do ano, com a maior parte vindo da geração distribuída​​.

Publicidade

O setor solar, no entanto, enfrenta desafios como a necessidade de melhorias na oferta de crédito e na regulamentação sobre inversão de fluxo, que ocorre quando a energia gerada pelo sistema fotovoltaico excede a demanda da rede elétrica. A solução desses desafios é crucial para o avanço do setor. Apesar disso, os aumentos tarifários previstos podem estimular a busca por soluções de energia solar, especialmente se o setor continuar evoluindo tecnologicamente e reduzindo preços​​.

LEIA TAMBÉM:  Como elaborar um projeto de energia solar eficiente

O governo brasileiro tem planos ambiciosos de investimentos em energia renovável, com foco significativo na energia solar​​

Em 2023, o Brasil atingiu um marco no crescimento da energia solar, com a maior expansão da capacidade de geração solar centralizada na história do país. O setor elétrico brasileiro, dominado por fontes renováveis, atingiu 83,79% da matriz elétrica com fontes renováveis, sendo a energia solar uma das principais contribuintes.

Publicidade

A geração própria ou distribuída solar, que inclui instalações em casas, pequenos negócios e propriedades rurais, está em ascensão no Brasil. Este segmento permite que os consumidores invistam diretamente em sistemas solares e, com a economia na conta de luz, recuperem o investimento em cerca de quatro a cinco anos.

A garantia de longo prazo dos equipamentos solares, que pode chegar a 25 anos, oferece aos consumidores uma redução significativa nas suas contas de energia​​.

Publicidade

O papel das usinas solares e o mercado livre

Com a energia solar se tornando a fonte energética mais barata do Brasil, houve um crescente interesse dos consumidores no mercado livre de energia. Neste ambiente, os consumidores podem escolher seus fornecedores de energia elétrica, abrindo um leque de oportunidades para projetos de energia solar de grande porte​​.

A energia solar, com seu crescimento acelerado e a busca por soluções sustentáveis, está no caminho para se tornar uma das principais fontes de energia no Brasil. Com a combinação de geração distribuída e centralizada, espera-se que continue sendo a fonte de energia que mais cresce no país​​.

LEIA TAMBÉM:  Novo material fotovoltaico dobra eficiência de painéis solares, atingindo 190% eficiência quântica

Este panorama oferece uma visão otimista para os produtores rurais brasileiros, que, ao adotarem a energia solar, estão não apenas reduzindo custos, mas também contribuindo para um futuro energético mais sustentável e independente.

Com informações: Exame; Gov.br; ABSOLAR

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *