Bateria de fosfato de ferro-lítio (LFP) desenvolvida pela BYD permite carro elétrico percorrer mais de 1 milhão de quilômetros e já é usada pela Toyota e Tesla

Bateria de fosfato de ferro-lítio (LFP) desenvolvida pela BYD permite carro elétrico percorrer mais de 1 milhão de quilômetros e já é usada pela Toyota e Tesla Foto: BYD / Divulgação

A BYD afirma que as baterias Blade suportam até 3.000 ciclos de recarga, potencialmente permitindo que um veículo elétrico percorra mais de 1 milhão de quilômetros.

Publicidade

Em um mercado automobilístico cada vez mais voltado para a sustentabilidade e inovação, a BYD, uma gigante chinesa no setor de tecnologia, está na vanguarda com o desenvolvimento e lançamento de sua bateria de fosfato de ferro-lítio (LFP), conhecida como bateria Blade.

Esta nova bateria promete elevar a eficiência e segurança dos veículos elétricos e já capturou a atenção de gigantes da indústria, como Toyota e Tesla. Neste artigo, exploramos como essa inovação da BYD está moldando o futuro dos veículos elétricos.

Publicidade

Inovação e eficiência da Bateria Blade da BYD

A tecnologia LFP, ao evitar o uso de metais raros e caros como níquel e cobalto, se destaca por sua acessibilidade e impacto ambiental reduzido. A BYD, que iniciou suas operações em 1995, utilizou sua expertise para desenvolver uma bateria que não só é mais econômica, mas também oferece maior densidade de energia e segurança aprimorada.

As baterias Blade se distinguem pelo seu design único, que integra a função estrutural ao veículo. Cada célula da bateria tem formato de lâmina, possibilitando um arranjo transversal que maximiza o espaço e reduz custos. Essa inovação permite uma instalação de até 50% mais células no mesmo espaço, com uma redução de 35% nos custos.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  Kia EV5 e EV9: SUVs elétricos apresentados no Brasil

No quesito segurança, as baterias Blade da BYD são notáveis. Em comparação com as baterias convencionais de íons de lítio, elas apresentam uma resistência superior ao calor, não ultrapassando os 60°C mesmo quando perfuradas, enquanto as baterias tradicionais podem alcançar os 500°C e causar incêndios sob as mesmas condições.

A BYD afirma que suas baterias Blade suportam até 3.000 ciclos de recarga

A durabilidade é outro aspecto notável das baterias Blade. Com a capacidade de suportar até 3.000 ciclos de recarga, estas baterias podem permitir que um veículo elétrico percorra mais de 1 milhão de quilômetros. Este avanço não só beneficia os consumidores, mas também tem um impacto significativo na sustentabilidade e na redução de resíduos.

Publicidade

O reconhecimento da qualidade das baterias Blade não se limita apenas à BYD. Grandes fabricantes de veículos, como a Toyota e a Tesla, já estão incorporando estas baterias em seus modelos. A Toyota, por exemplo, utiliza motor e bateria fornecidos pela BYD em seu modelo bZ3, enquanto a Tesla começou a adotar as baterias LFP da BYD em suas versões de veículos elétricos mais acessíveis.

A bateria Blade da BYD oferece uma combinação inédita de eficiência, segurança e custo-benefício. Sua adoção por gigantes como Toyota e Tesla é um testemunho de seu potencial disruptivo no mercado automobilístico.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *