Brasil registra grande aumento nas vendas de carros elétricos

Escrito por Bruno Teles

Veja os carros elétricos que estão fazendo sucesso no Brasil, e alguns fatores que tornam ainda o processo de compra desse veículo ainda caro.

Fontes de energia renováveis se tornarão cada dia mais comum em nossas vidas. São alternativas sustentáveis, infinitas e de bom custo-benefício. Mostrando assim, que o futuro é verde.

Esse novo modo de vida se estende a todos os campos, inclusive o automobilístico. Carros e outros veículos elétricos ou híbridos ganham, constantemente, novos modelos e versões, além de maior adesão.

Os 10 Carros elétricos mas vendidos no Brasil em 2022

Quais são os carros elétricos no Brasil?

  • Chery Arrizo 5e — R$ 159.900
  • Renault Kwid E-Tech — R$ 142.990
  • Renault Zoe Zen — R$ 204.990
  • Mini Cooper SE — R$ 239.990
  • JAC E-JS1 — R$ 164.900
  • Outros: Lexus UX Luxury 250h, Volvo XC40 T5 Momentum
PARA VOCÊ:
Citroën está trabalhando em novo C3 elétrico semelhante ao Kwid E-Tech

Ainda recentes no mercado brasileiro, os carros elétricos não possuem versões populares ou de fácil acesso às diferentes camadas sociais no Brasil. Mas, ainda sendo um produto de acesso limitado, suas vendas encontram-se super aquecidas.

Porque o carro elétrico é tão caro no Brasil?

  • Alta carga tributária;
  • Peças importadas, sem produção nacional;
  • Constante alta na cotação do dólar;
  • Falta de infraestrutura.

Contudo, apesar do cenário não favorável, os brasileiros mostram-se muito interessados em adquirir veículos sustentáveis. Em pesquisa feita pelo ‘Instituto Ipsos’, grande porcentagem da população brasileira mostrou interesse em adquirir carros elétricos.

PARA VOCÊ:
Pesquisadores lançam simulador fotorrealista de código aberto para condução autônoma

Entre os principais motivos para o desejo de adquirir seu carro sustentável está: redução de poluentes, economia de combustíveis fósseis e sustentabilidade. 

No ano de 2021 as vendas de carros híbridos e elétricos saltou 257% em comparação com o ano anterior. A maior porcentagem ficou com os veículos pesados, principalmente os caminhões, que contabilizou um aumento de mais de 1.100%!

Segundo a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), é previsto que o aumento das vendas de carro elétrico continue, à medida que modelos mais acessíveis surjam e as cidades preparem-se mais para receber a mobilidade sustentável.

PARA VOCÊ:
Pesquisadores criam Gel capaz de obter água potável até mesmo no deserto

Contudo, não se espantem. Apesar do expressivo aumento de vendas de carros elétricos, nos números gerais não houveram grandes alterações. Atualmente, automóveis elétricos representam 0,3% do total de veículos no Brasil, contra 0,1% no ano anterior.

Modelos mais acessíveis, ampliação de infraestrutura para carregamento, menos carga tributária, incentivo por parte do governo para alternativas sustentáveis e produção nacional de peças. O sonho do carro elétrico o brasileiro já tem, só faltam algumas melhorias para torná-lo realidade.

Artigos relacionados