Holandeses criam bateria de cloreto de estrôncio, tipo de sal não muito comum, que pode ser a chave para o armazenamento de energia solar eficiente

Holandeses criam bateria de cloreto de estrôncio, tipo de sal não muito comum, que pode ser a chave para o armazenamento de energia solar eficiente Imagem ilustrativa (Fonte: The Daily Beast)

A bateria de cloreto de estrôncio opera através de hidratos de sal. Quando aquecidos, esses sais liberam água de seus cristais, armazenando energia na forma de calor.

Publicidade

Cientistas da Universidade de Radboud, na Holanda, apresentaram uma descoberta significativa no campo da energia renovável, uma bateria feita com cloreto de estrôncio, um sal atípico na cozinha, mas que mostra um enorme potencial para revolucionar o armazenamento de energia solar.

Este avanço promete superar um dos maiores desafios da energia solar – a eficiência variável e a falta de armazenamento eficiente, especialmente em períodos com menor incidência solar.

Publicidade

Desafios atuais da energia solar

O mundo está em uma busca contínua por alternativas sustentáveis para reduzir as emissões de carbono. Entre as soluções populares estão a energia solar e eólica, embora enfrentem desafios, especialmente no armazenamento eficiente.

Os painéis solares são mais eficazes durante o verão, devido à maior incidência de luz solar. No entanto, essa eficiência diminui no inverno, criando um desequilíbrio na geração e uso de energia solar.

Publicidade

A solução proposta pelos pesquisadores holandeses envolve o uso de cloreto de estrôncio para desenvolver uma bateria que melhore o armazenamento de energia solar. Este tipo de sal, diferentemente do sal comum, possui propriedades que permitem armazenar calor de forma eficiente.

A bateria de cloreto de estrôncio opera através de hidratos de sal. Quando aquecidos, esses sais liberam água de seus cristais, armazenando energia na forma de calor. Este processo é reversível e reciclável, tornando a bateria uma opção sustentável e duradoura para armazenamento de energia.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  Quer economizar na conta de energia? Começar por essas 4 dicas pode fazer toda diferença

A pesquisa indica que o cloreto de estrôncio é uma opção promissora por ser de baixo custo

Apesar de estar em fase inicial, a bateria de cloreto de estrôncio apresenta um grande potencial para mudar a forma como a energia solar é armazenada e utilizada. Seu baixo custo, eficiência e estabilidade oferecem uma solução promissora para otimizar o uso de energia solar durante todo o ano.

Esta inovação é um passo significativo na jornada global para um futuro mais sustentável, maximizando o uso de energias renováveis e contribuindo para a redução da dependência de combustíveis fósseis.

Com a sua capacidade de armazenar calor de forma eficiente e sustentável, esta inovação pode ser a chave para uma utilização mais eficaz da energia solar, superando os desafios de sazonalidade e eficiência.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *