Laje BubbleDeck inovador sistema estrutural na área da construção civil que tem como objetivo reduzir o peso das estruturas de lajes

Laje BubbleDeck inovador sistema estrutural na área da construção civil que tem como objetivo reduzir o peso das estruturas de lajes Foto: Odstroy / Reprodução
Publicidade

Atualmente, as construções de concreto são predominantes na engenharia em todo o mundo. Contudo, novidades no setor da construção civil aparecem frequentemente, sobretudo voltadas para práticas sustentáveis. Recentemente, introduziu-se no mercado a ideia da Laje BubbleDeck, um método inovador que utiliza bolhas ou esferas plásticas na composição de lajes.

O BubbleDeck é uma tecnologia aplicada em construções para diminuir a quantidade de concreto utilizada em lajes. Este método visa trocar o concreto tradicional por uma versão com menor densidade.

Publicidade

As esferas plásticas atuam como um substituto para uma parte do volume de cimento que normalmente preencheria o espaço. Em teste, o sistema BubbleDeck permite uma distribuição mais homogênea das forças em comparação com as lajes nervuradas tradicionais, por exemplo. Isso contribui para uma redução considerável do peso suportado pela estrutura, ao mesmo tempo que preserva de forma eficaz a resistência das lajes.

No entanto, é crucial reconhecer que, mesmo com seus benefícios, o sistema enfrenta obstáculos e questões particulares relacionadas à sua implementação, durabilidade e desempenho estrutural. Assim, torna-se essencial que engenheiros e especialistas da área de construção possuam um conhecimento aprofundado sobre o sistema antes de aplicá-lo em seus projetos.

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  White Martins: São Paulo recebe nova usina de hidrogênio verde

A ideia central da Laje BubbleDeck é unir técnicas de engenharia inovadoras e materiais não convencionais, a fim de oferecer uma alternativa que questiona os métodos convencionais utilizados na construção civil

O desenvolvimento da tecnologia BubbleDeck teve início nos anos 90 na Dinamarca. Foi Jørgen Breuning quem criou este método visando diminuir o uso de concreto, mantendo ao mesmo tempo a resistência estrutural.

Este sistema opera através de um método criativo. As esferas de plástico, que são leves e capazes de resistir à compressão, são colocadas em uma estrutura tridimensional em partes onde o concreto não é essencial para a firmeza estrutural.

Publicidade

Além da redução do peso a Laje BubbleDeck cita com outras vantagens; eficiência energética e menor emissão de carbono, devido ao uso reduzido de concreto. A tecnologia é versátil, adequada para diversos tipos de projetos, e permite uma construção mais rápida.

Outras vantagens incluem maiores espaços livres devido à redução de concreto, distribuição mais uniforme de tensões, boa resistência ao cisalhamento e manutenção da capacidade de carga, mesmo com as esferas plásticas.

Embora a Laje BubbleDeck ofereça várias vantagens, ela também apresenta desafios. Entre as principais desvantagens estão a complexidade do seu dimensionamento, devido à inclusão das esferas de plástico, exigindo mais análises e cálculos que lajes tradicionais.

Além disso, possui um custo inicial mais elevado, requer mão de obra especializada e conhecimento técnico avançado para sua instalação e manutenção adequadas. Limitações arquitetônicas e de espessura de laje também são aspectos a considerar, pois podem influenciar no design e na eficiência do isolamento acústico e térmico.

LEIA TAMBÉM:  Hidrogênio Verde: O que é e qual sua importância

Normas e regulamentações na construção com BubbleDeck

Ao abordar as normas e regulamentações na construção com Laje BubbleDeck, é essencial considerar que este sistema deve estar em conformidade com padrões internacionais e nacionais. A tecnologia BubbleDeck é totalmente testada e deve ser calculada, respeitando os códigos internacionais como os Eurocodes EC2 e os códigos nacionais como ACI, BS 8110 e AS3660. Além disso, é importante que o projeto sempre esteja em conformidade com os códigos nacionais específicos.

Dentre as características destacadas do sistema BubbleDeck, está a sua adaptabilidade a diferentes tipos de edificações, como projetos comerciais, educacionais e hospitalares. A tecnologia também é apontada como eficaz em reduzir custos gerais de construção, acelerar o processo de construção e minimizar riscos operacionais. Além disso, a BubbleDeck é compatível com as diretrizes LEED, oferecendo atributos verdes como a redução do uso total de materiais, o uso de materiais reciclados, menor consumo de energia e emissões de CO2 reduzidas.

Em termos de especificações técnicas, as lajes BubbleDeck são adaptáveis em termos de tamanho e força, com a dimensão dos painéis sendo ajustada para cada projeto, visando minimizar o número de painéis e reduzir o custo geral. A instalação no local do projeto também é simplificada, com etapas bem definidas desde a colocação temporária de escoras até a concretagem.

É de estrema importância ter entendimento profundo dos requisitos e normas para a utilização eficaz da tecnologia BubbleDeck em projetos de construção, para mais informações acesse o site BubbleDeck, por meio deste link.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | |

Sobre o Autor

Ana Paula Araújo
Ana Paula Araújo

Ana Paula Araújo escreve no Cultura Ambiental nas Escolas sobre meio ambiente, sustentabilidade, energias renováveis e suas implicações, veículos elétricos e as principais novidades do setor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *