As emissões da agricultura representam riscos para a saúde e o clima

Escrito por Bruno Teles

Nos últimos dias, um estudo realizado por cientistas ambientais na Escola de Engenharia George R. Brown, na Rice University, estimou o número de especiais de reativação de nitrogênio que estão nas terras agrícolas dos EUA. No entanto, os resultados não foram os mais otimistas possíveis. Veja porque as emissões da agricultura representam riscos para a saúde e o clima.

A pesquisa, liderada por Daniel Cohan, um professor associado de engenharia civil e ambiental, estudou as emissões de óxidos de nitrogênio, óxido nitroso e amônia de solos fertilizados nos EUA ao longo de três anos: 2011, 2012 e 2017. Assim, foi feito um comparativo dos impactos por região que estes componentes trouxeram.

PARA VOCÊ:
Porque as embalagens de alimentos terão alerta nos rótulos, no Brasil?

Em geral, os impactos regionais e sazonais mudaram de acordo com os tipos de emissão, mas, uma coisa foi descoberta: os danos anuais da amônia foram muito maiores que os outros. Isso porque cerca de US$72 bilhões foram utilizados para a sua compra, enquanto cerca de US$25 bilhões eram utilizados para os demais.

emissões da agricultura
Emissões da agricultura (Reprodução: divulgação)

Além disso, foi possível medir a poluição do ar através do aumento da mortalidade e morbidade, sem contar na vida estatística. Posteriormente, também foi possível avaliar os danos monetizados das mudanças climáticas, que incluem ameaças aos ecossistemas e plantações.

PARA VOCÊ:
Milhas de alimentos são responsáveis ​​por uma quantidade doentia de emissões

Como as emissões da agricultura podem afetar o planeta?

Dessa forma, foi possível descobrir que o impacto da poluição do ar foi muito maior do que se esperava. Isso porque o uso de amônia e óxidos de nitrogênio, que reagem para formar ozônio e outras partículas, superou significativamente o impacto do óxido nitroso em todas as regiões ao longo dos anos.

Entre os maiores afetados estão a Califórnia, a Flórida e o Centro-est, onde foi possível encontrar amônia e óxidos de nitrogênio em grande quantidade no ar. Sendo assim, para ambos os poluentes, o pico de disseminação ocorre após a primavera, quando os fertilizantes são aplicados nas plantações.

PARA VOCÊ:
Novo ecossistema é encontrado por cientistas sob gelo da Antártica

Desta forma, um estudo da revista Environmental Science & Technology da American Chemical Society apontou que a poluição do ar, o clima e a saúde devem ser considerados em futuras avaliações sobre as práticas agrícolas e como elas afetam as emissões reativas de nitrogênio.

Apesar de ser um fator primordial para o crescimento das plantas, o nitrogênio é um grande problema para os EUA. Isso porque não há controle das emissões agrícolas, nem mesmo uma política climática forte o suficiente para garantir os padrões de qualidade do ar.

Artigos relacionados