Surpresa! Latas de cerveja são menos poluentes do que garrafas de vidro

Escrito por Bruno Teles

Em geral, a discussão sobre como o plástico pode ser um dos grandes poluentes para o meio ambiente tem ganhado cada vez mais força. Neste sentido, muitas pessoas buscam consumir cada vez menos plástico, a fim de preservar a natureza e conservar os ecossistemas que existem no planeta.

Sendo assim, quando consumimos um refrigerante, acreditamos que as garrafas são poluentes para o meio ambiente. Logo, algumas pessoas buscam consumir garrafas de vidro por, aparentemente, serem menos prejudiciais aos ecossistemas. Mas, será que isso é realmente verdade?

Dessa maneira, um estudo feito pela New Science comparou 5 tipos de recipientes para bebidas pressurizadas. Assim, eles comparam o impacto ambiental que cada um possui, especial no que diz respeito às mudanças climáticas e a poluição na sua fabricação e descarte.

PARA VOCÊ:
As teias de aranha estão abrigando a poluição plástica nas grandes cidades
poluentes
Poluentes (Reprodução: divulgação)

As garrafas de vidro são menos poluentes?

Curiosamente, as garrafas de vidro foram as mais poluentes. Logo, o resultado apontou que você pode até escolher garrafas de vidro para poluir menos o meio ambiente, mas pode não ser a melhor alternativa. Isso porque o vidro consome mais recursos e é mais poluente na sua fabricação.

Neste sentido, a fabricação de vidro é concebida a partir da mineração de algumas matérias-primas como dolomita e areia de sílica, logo, elas são extremamente mais poluentes, especialmente para o ar do planeta. Ao serem inaladas, é possível desenvolver silicose pulmonar.

PARA VOCÊ:
Geração de energia eólica bate recorde no Nordeste

Além disso, as altas temperaturas necessárias para derreter esses materiais é feito com o uso abundante de combustíveis fósseis. Sendo assim, durante a sua fabricação, o vidro libera mais dióxido de carbono, um dos maiores poluentes que temos no planeta.

Dessa forma, a análise constatou que a produção de garrafas de vidro utiliza mais recursos naturais, especialmente por conta do material utilizado. Assim, uma garrafa de vidro pode pesar até 900g, enquanto a garrafa de plástico pesa cerca de 50g.

Por fim, para transportar essa quantidade de vidro, os veículos irão consumir muito mais combustível do que para transportar garrafas. Dessa maneira, foi constatado que a produção de garrafas de vidro é uma das formas mais poluentes que existem, e colabora muito mais para o aquecimento global.

PARA VOCÊ:
Agora neva microplásticos na Antártida e isso pode acelerar o derretimento de gelo
Artigos relacionados