Bicicleta elétrica com cara de Scooter da BREKR pode atingir até 100 km com apenas uma carga na bateria que possui até 700 watt-hora de capacidade

Bicicleta elétrica com cara de Scooter da BREKR pode atingir até 100 km com apenas uma carga na bateria que possui até 700 watt-hora de capacidade Brekr Model F (Fonte: Brekr )

Bicicleta elétrica Model F, da BREKR, que mais se parece com uma scooter, possui motor de cubo de 250 watts da marca chinesa Bafang 

Publicidade

O mercado de bicicletas elétricas vem crescendo muito nos  últimos anos, foi analisando isso que  uma fabricante holandesa, a BREKR,  especializada em mobilidade elétrica, lançou seu mais novo projeto, uma bicicleta elétrica com cara de scooter. Mas a Model F, é uma e-bike, pois vem equipada com pedais.

O suporte principal desta bicicleta elétrica foi reforçado e abrange todo o comprimento do quadro, desde o tubo dianteiro até o eixo traseiro. Um sistema de suporte tubular garante a estabilidade do banco traseiro. Sua aparência foi baseada em uma bicicleta elétrica lançada anteriormente, o Model B. 

Publicidade

A fabricante holandesa também decidiu usar um aro de 22 polegadas sob medida, talvez esse seja um dos principais motivos que fez a bicicleta elétrica ficar com a cara de uma scooter. Pois segundo a BREKR, as rodas de 20 polegadas que são padrão na maioria das outras fabricantes  de e-bikes “são muito pequenas”.

Outra característica que diferencia esta bicicleta elétrica de outras no mercado é seu motor de cubo de 250 watts da marca chinesa Bafang. Este motor, que é montado na roda traseira, vem com uma transmissão automatizada de duas velocidades (alta ou baixa).

Publicidade
LEIA TAMBÉM:  Do urbano ao off-road; Tern apresenta a Orox, sua primeira bicicleta elétrica de aventura, que suporta entre 180 a 210 kg

Por exemplo, a função é muito útil em subidas em terrenos mais íngremes, atividade que exige maior torque do motor.

A bicicleta elétrica Model F possui velocidade máxima de 25 quilômetros por hora que deve ser respeitada para rodar legalmente nas ruas do continente europeu

A marcha mais alta é mais confortável de usar ao viajar em velocidades mais rápidas. Já que estamos no assunto, um dos pontos fracos da bicicleta elétrica com cara de scooter é sua baixa velocidade, causada pelos regulamentos europeus que regem as e-bikes, que limita a velocidade em 25 km/h. 

Publicidade

A fabricante diz que os pneus maiores proporcionam uma boa experiência de pilotagem, apesar de o veículo elétrico não ter suspensão. De acordo com a BREKR, o sistema de suspensão é problemático, pois é um componente extremamente caro para se instalar, aumentando consideravelmente o custo de fabricação.

Ao que tudo indica, as rodas são capazes de amortecer as vibrações e solavancos transmitidos pela superfície do solo. Além disso, o selim possui absorção de choque integrada, o que torna a pilotagem muito mais confortável.

BRAKR divulgou vídeo em seu canal oficial mostrando a Model F, sua bicicleta elétrica com cara de scooter

O consumidor tem a opção de escolher entre a unidade normal de 540 Wh ou a unidade de 700 Wh no que diz respeito à bateria da bicicleta elétrica com cara de scooter. O primeiro tem alcance máximo de até 60 quilômetros, enquanto o segundo tem alcance máximo de até 75 quilômetros. 

LEIA TAMBÉM:  A JAC Motors está começando a exportar um grande lote de veículos elétricos com baterias de sódio para a América Latina

Apesar disso, a empresa afirma que a Model F pode percorrer mais de 100 quilômetros com uma única carga em “circunstâncias perfeitas”, apesar de não fornecer mais detalhes.

A versão de estreia, chamada de “Model F Launch Edition”, já pode ser encomendada por € 2.995, o que equivale a quase R$ 16.600 na cotação atual. Apenas vinte unidades serão fabricadas e só serão finalizadas e entregues aos compradores após o terceiro trimestre de 2023, no mínimo. 

A “First Edition” estará disponível no quarto trimestre de 2023, ao preço de € 2.945 (R$ 16.300). A princípio, a bicicleta elétrica com cara de scooter  estará disponível para compra apenas na Holanda, Alemanha e Bélgica. A empresa não informou quando pretende expandir para outros mercados

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *