Consequências da crise de biodiversidade

Escrito por Bruno Teles

Séculos de exploração, invasão e destruição. O que era nativo, tornou-se alvo. Assim fizeram os seres humanos com as matas, espécies e habitats. Decorrente de tudo isso, um novo termo surgiu: crise de biodiversidade.

Vamos entender um pouco sobre o tema e criar consciência do que deve ser feito, para que possamos cobrar das pessoas certas. 

Dinheiro e ações são necessários para evitar uma crise de biodiversidade

Quais são as principais causas da perda de biodiversidade?

  • Exploração de espécies;
  • Superexploração de recursos naturais
  • Uso indevido e indiscriminado do solo;
  • Invasão de habitats naturais;
  • Espécies invasoras;
  • Poluição;
  • Mudanças climáticas causadas pelos danos ambientais.
PARA VOCÊ:
Novo ecossistema é encontrado por cientistas sob gelo da Antártica

Consequências da crise de biodiversidade:

  • Queimadas, enchentes, secas, frio e calor intenso devido às mudanças climáticas;
  • Proliferação de pragas;
  • Extinção de espécies;
  • Redução e restrição de recursos;
  • Diminuição da qualidade de vida;
  • Aumento do risco de doenças.

Temos visto, nos últimos anos, cenários assustadores e que, em situação de normalidade, não eram para acontecer. Locais de baixas temperaturas sofrendo com calor intenso, matas sendo queimadas, animais silvestres andando em cidades. Isso tem que mudar!

A crise de biodiversidade tem que ser contida. Os esforços individuais em preservar o meio ambiente são necessários, principalmente a longo prazo, pois o futuro depende de uma educação ambiental. Porém, não são suficientemente rápidos para evitar a crise.

PARA VOCÊ:
Energy Vault desenvolve tecnologia de armazenamento de energia gravitacional mais eficiente que baterias de lítio

Isso só é possível com ações governamentais, que lutem diretamente contra a exploração natural. Para isso, os governos e instituições têm que investir dinheiro em ações e serviços para frear a crise da biodiversidade.

Incentivos e obrigações para que grandes empresas preservem os recursos naturais e minimizem os impactos à biodiversidade, combate a exploração e desperdício, assim como ações educativas para conscientização social são imprescindíveis.

Evitar a crise de biodiversidade não é um gasto, mas sim, um investimento. Com a restauração de nossas matas, águas e espécies, evitaremos gastos causados pelos danos. Além do que, o turismo ecológico move grandes economias mundiais.

PARA VOCÊ:
Ferramenta de IA prevê perda de gelo no mar do Ártico causada pelas mudanças climáticas

Nossa biodiversidade carrega riquezas inestimáveis para o ser humano. Seja no presente ou no futuro, as consequências da crise serão sentidas. O dinheiro necessário agora para frear a crise de biodiversidade é menor que será em uma década.

Por isso, as ações e investimentos devem começar já!

Artigos relacionados