Green Eletron em parceria com a GM&C criam projeto de coleta de lixo eletrônico a domicílio

Escrito por Geovane Souza

A Green Eletron, empresa sem fins lucrativos de gestão de logística reversa de lixo eletrônico e baterias, acaba de estabelecer um serviço de coleta de eletroeletrônicos em casa, o “Coleta em Casa“, em colaboração com a GM&C, empresa que fornece soluções de logística reversa e reciclagem.

Consumidores de qualquer cidade do Brasil poderão descartar seus equipamentos eletrônicos quebrados ou inúteis por meio do programa. Basta acessar o site do projeto, preencher um breve cadastro, escolher os itens a serem coletados e agendar a data.

Green Eletron em parceria com a GM&C criam projeto de coleta de lixo eletrônico a domicílio
Crédito da imagem: Green Eletron

Em seguida, o sistema determinará o valor a ser pago pelo frete, com base no tamanho e peso do produto que será coletado no local. O consumidor pagará apenas um valor proporcional ao serviço de transporte. A Green Eletron garante que não obtém lucros com os serviços que impliquem a coleta do produto até sua destinação final ecologicamente correta.

PARA VOCÊ:
A madeira é um material biodegradável e ecologicamente correto?

O Brasil é um dos maiores produtores de lixo eletroeletrônico

A Green Eletron reciclou mais de 870 toneladas de lixo eletrônico em 2021. É concebível reaproveitar materiais não utilitários, ao mesmo tempo em que contribui para a preservação ambiental. O objetivo é garantir que esse número continue crescendo, beneficiando todo o processo de reciclagem. Apesar de ser um dos países que mais cria lixo eletrônico, o Brasil recicla apenas uma pequena parte dele.

O Em 2019, o Brasil foi o quinto maior produtor de lixo eletrônico. Apenas China, Estados Unidos, Índia e Japão foram classificados acima do nosso país, de acordo com o estudo The Global E-waste Monitor 2020. No total, foram produzidas quase 2.000.000 de toneladas de lixo em um único ano, sendo apenas 3% reciclados.

PARA VOCÊ:
Como a reciclagem ajuda o meio ambiente?

Essa situação resulta não apenas na contaminação da água – como o descarte inadequado em aterros sanitários – mas também na perda de empregos e perspectivas de receita. Um estudo descobriu que os metais preciosos que podem ser recuperados do lixo eletrônico, equivale a US$ 1,7 bilhão por ano.

As vantagens do serviço de coleta domiciliar de lixo eletrônico

O novo serviço da Green Eletron com a GM&C foi criado para consumidores que desejam descartar adequadamente seus equipamentos eletrônicos, mas moram longe de um Green Eletron PEV (Ponto de Entrega Voluntária). Atualmente, a gestão conta com mais de 1.000 postos de coleta distintos espalhados por 13 estados e no Distrito Federal, além de mais de 7.800 outros, dedicados ao descarte de pilhas em todo o país. Certifique-se se há um ponto de coleta nas proximidades do seu bairro.

PARA VOCÊ:
O impacto ambiental da indústria da moda, apenas 1% das roupas produzidas no mundo é reciclada

O gerente executivo da Green Eletron, Ademir Brescansin, disse que os consumidores com grandes aparelhos elétricos em suas casas, como televisores, máquinas de lavar, geladeiras e assim por diante, se beneficiarrão com o serviço. “Os PEVs não recebem esses produtos, então, muitos indivíduos estão tendo problemas para levá-los ou descartá-los em algum esforço de coleta impulsionado pela gestão”. “A Green Eletron recolherá esses itens com toda a segurança e comodidade em casa”, afirma Ademir.

Visite o site do projeto Coleta em Casa da Green Eletron em parceria com a GM&C, Clicando aqui!

Artigos relacionados