The Line, cidade futurista da Arábia Saudita, terá 170 km de comprimento, altura de um prédio de 140 andares, apenas 200 Mts de largura e será dividida em 136 zonas

The Line Arábia Saudita Representação de The Line (Imagem: NEOM / Divulgação)

A cidade The Line, que será construída no deserto, promete ser um modelo para o futuro do urbanismo permitindo que as pessoas realizem todas as suas tarefas diárias em apenas 5 minutos de caminhada.

Publicidade

A Arábia Saudita anunciou o início da construção da cidade futurista The Line, um novo projeto de construção civil que promete revolucionar o conceito de cidade sustentável. A cidade linear que será construída no deserto do país, terá um custo estimado de 1 trilhão de dólares.

Ao ser finalizada, The Line terá 170 km de comprimento, 200 m de largura e 500 m de altura, equivalente a um prédio de 140 andares. Ela será dividida em 136 zonas, cada uma com suas próprias características e funções.

Publicidade

The Line é baseada no conceito de “Zero Gravity Urbanism“, que propõe uma nova forma de viver em cidades. A ideia é que as pessoas possam realizar todas as suas atividades diárias em um raio de 5 minutos a pé.

Para isso, a cidade será dividida em quatro zonas principais:

Publicidade
  • Zona residencial: Onde as pessoas viverão e criarão suas famílias.
  • Zona de trabalho: Onde as pessoas trabalharão e produzirão.
  • Zona de educação: Onde as pessoas aprenderão e crescerão.
  • Zona de lazer: Onde as pessoas relaxarão e se divertirão.

The Line será uma cidade totalmente sustentável, alimentada por energia 100% renovável e não terá carros e auto estradas

Toda a energia da cidade futurista será de fontes renováveis, além disso, para reduzir o consumo de energia, a cidade será projetada para aproveitar ao máximo a luz solar e a ventilação natural. Além disso, ela terá um sistema de transporte público eficiente, que permitirá às pessoas se deslocarem de um lugar para outro sem precisar usar carros.

LEIA TAMBÉM:  Viagem ao espaço em solo brasileiro; Novo parque espacial em Balneário Camboriú promete experiências únicas

The Line é um projeto ambicioso, que promete mudar o rumo da construção civil e do urbanismo. A cidade ainda está em fase de planejamento, mas as obras já começaram. A previsão é que os primeiros módulos sejam ativados em 2026 e que a cidade esteja totalmente pronta em 2045.

Publicidade

The Line é um exemplo de como a construção civil pode ser usada para criar cidades mais sustentáveis e humanas. O projeto é um desafio, mas também uma oportunidade para mostrar que é possível construir cidades do futuro sem comprometer o meio ambiente.

A Arábia Saudita está investindo pesado em projetos de inovação e desenvolvimento sustentável. The Line é mais um exemplo desse compromisso que faz parte do projeto NEOM, que conta também com outras mega construções futuristas como: Oxagon, Sindalah e Trojena

The Line é um projeto inovador que pode mudar a forma como as pessoas vivem e trabalham nas cidades

A cidade é projetada para ser sustentável, eficiente e acessível. Aqui estão alguns dos principais benefícios de The Line:

  • Sustentabilidade: A cidade será alimentada por energia 100% renovável e não terá carros ou estradas, o que reduzirá significativamente as emissões de carbono.
  • Eficiência: A cidade será projetada para aproveitar ao máximo a luz solar e a ventilação natural, o que reduzirá o consumo de energia. Além disso, o sistema de transporte público será eficiente, o que facilitará o deslocamento das pessoas.
  • Acessibilidade: A cidade será projetada para ser acessível a todos, independentemente de sua condição física ou financeira.
LEIA TAMBÉM:  Toyota Yaris Cross híbrido no Brasil: Montadora japonesa anuncia SUV para 2025 e preço deixa consumidores animados

The Line é um projeto ambicioso, mas também é um projeto possível. Se o projeto for bem-sucedido, ele pode servir de modelo para a construção de cidades mais sustentáveis e humanas no futuro.

Neste mês de dezembro de 2023, a Arábia Saudita anunciou que as obras de The Line já estão em andamento

Os responsáveis pelo projeto NEOM informou que a construção da The Line já começou. As primeiras fases da construção estão focadas na infraestrutura básica, como estradas, redes de energia e de água.

A previsão é que os primeiros módulos da cidade sejam ativados em 2026. Até 2030, a intenção é que cerca de um milhão de pessoas morem por lá, chegando a nove milhões em 2045.

A construção de The Line é um desafio, mas também é uma oportunidade para a Arábia Saudita mostrar seu compromisso com a inovação e o desenvolvimento sustentável. O projeto pode ter um impacto significativo na forma como as pessoas vivem e trabalham nas cidades do futuro.

Siga-nos no Google News

Publicidade

Tags: | | | |

Sobre o Autor

Geovane Souza
Geovane Souza

Geovane Souza é Jornalista e especialista em criação de conteúdo na internet, ações de SEO e marketing digital. Nas horas vagas é Universitário de Sistemas de Informação no IFBA Campus de Vitória da Conquista.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *