98,7% das latas de alumínio foram recicladas em 2021 no Brasil

Escrito por Geovane Souza

O Brasil reciclou cerca de 33 bilhões de latas de alumínio em 2021, respondendo por 98,7% do reaproveitamento anual do material. A Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas), divulgaram os números nesta quarta-feira (13).

Juntas, as duas entidades formam a Recicla Latas, entidade que administra o período de compromisso para melhoria do sistema de logística reversa de latas de alumínio para bebidas. A cláusula foi assinada pela associação do setor e pelo Ministério do Meio Ambiente em 2020. Entre eles, a associação garante que a taxa de reciclagem das latas será mantida em 95%, em linha com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A logística reversa é o processo de reinserção de resíduos na cadeia produtiva.

PARA VOCÊ:
A importância da Sustentabilidade no mundo dos animais de estimação

Segundo unidades relevantes, este é o maior indicador da história da reciclagem de latas no país desde o início do levantamento e mapeamento, em 1990, e um dos maiores do mundo. Das 33,4 bilhões de latas vendidas, cerca de 33 bilhões foram recuperadas para o processo de reciclagem. Com isso, cerca de 1,9 milhão de toneladas de gases de efeito estufa deixaram de ser emitidas para a atmosfera, segundo cálculos da associação empresarial.

O índice de reciclagem de alumínio no Brasil é exemplar, principalmente nos últimos anos, quando o índice de reciclagem ultrapassa 96% após a conclusão do ciclo de produção, consumo e descarte. Esse ciclo de vida costuma ser curto, em torno de 60 dias, desde a fabricação de uma nova lata de alumínio até seu retorno à indústria como matéria-prima.

PARA VOCÊ:
Catadores são responsáveis por 90% do lixo reciclado no Brasil

“Há mais de uma década, o índice de reciclagem de latas de alumínio é superior a 96%. Graças ao esforço conjunto de toda a cadeia produtiva e ao investimento da indústria do alumínio na modernização do setor e na ampliação dos centros de coleta e reciclagem, o Brasil é referência para a indústria no mundo (ref. )”, salientou Janaina Donas, presidente da Abar.

Apesar dos excelentes resultados da indústria do alumínio, os índices de reciclagem de outros produtos amplamente consumidos no país são baixos. O caso mais desafiador é o de plástico. Embora o Brasil seja o quarto maior consumidor de matérias-primas do mundo, apenas 1,29% do plástico é reciclado, segundo estudo do WWF Brasil e dados divulgados pelo Banco Mundial em 2019.

PARA VOCÊ:
17 de maio é o Dia Internacional da Reciclagem
Artigos relacionados