Tetra Pak testa primeira camada a base de fibra para substituir a camada de alumínio de suas embalagens

Escrito por Geovane Souza

A Tetra Pak tem buscado substituições a camada de alumínio de suas embalagens, e o início dos testes com camadas à base de fibra é mais um passo em direção a um recipiente asséptico sustentável e neutro em carbono.

As camadas de alumínio desempenham um papel importante na segurança alimentar, mas apesar de serem mais finas que um fio de cabelo humano, produzem um terço das emissões de gases que provocam o efeito estufa no planeta. O Japão autorizou uma barreira de polímero para substituir o alumínio desde 2020, como parte de seus esforços para evitar as mudanças climáticas. A empresa agora está testando uma barreira baseada em fibra.

PARA VOCÊ:
17 de maio é o Dia Internacional da Reciclagem
Tetra Pak testa primeira camada a base de fibra para substituir a camada de alumínio de suas embalagens
Imagem ilustrativa / Fonte: Tetra Pak

As primeiras descobertas indicam que as embalagens à base de fibra reduzem as emissões de CO2 muito mais do que as embalagens assépticas padrão, preservando a segurança alimentar e o prazo de validade. Outra distinção é que as fábricas de papel estão mais interessadas em embalagens com mais papel, o que melhora o ecossistema de baixo carbono da economia circular.

Os estudos a partir da barreira de fibra já trazem aprendizagens interessantes como compreender os impactos na cadeia de valor e quantificador ou redução da pegada de carbono, além de garantir uma proteção adequada de oxigênio para os usuários. Está em avaliação o primeiro lote de embalagens individuais à base de fibra, com certificação prevista ainda para esse ano, 2022.

PARA VOCÊ:
O que é sustentabilidade ambiental?

O projeto da Tetra Pak demonstra a dedicação da empresa em criar embalagens totalmente recicláveis

Essa suposição corresponde às crescentes demandas dos clientes. De acordo com uma pesquisa recente, Consumo de Embalagens Sustentáveis, 40% dos clientes separariam as embalagens de papel para reciclagem se fossem fabricadas totalmente em papel e não tivessem plástico ou alumínio.

“Usar soluções criativas para construir uma jornada que enfatize a sustentabilidade e a segurança alimentar reforça nosso objetivo de desenvolver a embalagem mais sustentável do mundo”, disse o diretor de marketing da Tetra Pak Brasil, Danilo Zorzan. “um caminho que só se alcança com a cooperação com nossos parceiros, olhando para toda a cadeia de valor”, completou.

PARA VOCÊ:
Porque a reciclagem do lixo é tão importante para o meio em que vivemos?

A Tetra Pak gasta 100 milhões de euros por ano e continuará a fazê-lo nos próximos 5 a 10 anos para melhorar o perfil ambiental das embalagens de alimentos, incluindo pesquisa e desenvolvimento de embalagens mais simples e renováveis.

De acordo com Eva Gustavsson, vice-presidente de Materiais e Embalagens da Tetra Pak, resolver problemas desafiadores como mudanças climáticas e circularidade requer inovação. “Além de nossos clientes e fornecedores, colaboramos com startups, faculdades e empresas de tecnologia para fornecer acesso a talentos, tecnologias e instalações de ponta”, acrescenta.

Artigos relacionados