Os principais causadores da poluição ambiental na atualidade

Escrito por Geovane Souza

Indústrias, queima de lixo pelas mãos humanas, queima de combustíveis fósseis por veículos motorizados e aviões são os principais contribuintes da poluição ambiental. Alguns fenômenos naturais, como erupções vulcânicas, tempestades de areia e incêndios florestais não criminosos, também resultam na produção de poluentes que afetam o meio ambiente. No entanto, os principais causadores da poluição ambiental na atualidade são praticados pelos seres humanos.

Quem mais contribui para poluir o meio ambiente?

  • (Indústria) Instalações e operações de fabricação
Os principais causadores da poluição ambiental na atualidade
Poluição pela Indústria / Fonte: Google imagens

As emissões dessas fábricas devem estar entre as mais poluentes para o meio ambiente. Fundição de chumbo, mineração e processamento de minério, bem como a produção de produtos químicos e outros produtos, são todos os principais poluidores. Para adquirir o produto final, a maioria trata as matérias-primas usando produtos químicos nocivos que contêm componentes tóxicos, incluindo cádmio, chumbo, cromo e mercúrio.

Esses poluentes contaminam a água que bebemos e os alimentos que comemos quando acabam nos fluidos subterrâneos e na terra. Os subprodutos de vários processos de fabricação incluem gases de efeito estufa, como monóxido de carbono, dióxido de carbono e dióxido de enxofre, muito prejudiciais ao meio ambiente.

PARA VOCÊ:
Conheça os 4 novos empreendimentos mais sustentáveis da face da terra

Além disso, contaminam o ar e podem prejudicar a visibilidade nas cidades. Alguns desses gases podem ser perigosos se respirados e também podem causar chuva ácida, que afeta tudo com que entra em contato, incluindo a vida marinha.

  • Queima de combustíveis fósseis
Os principais causadores da poluição ambiental na atualidade
Queima de combustíveis / Fonte: Twitter

A Queima de combustíveis fósseis é a principal causa da má qualidade do ar nas áreas metropolitanas. Esse tipo de combustão ocorre em usinas de energia que queimam combustíveis fósseis para gerar energia, e emissões de automóveis e outros veículos. Monóxido de carbono, óxido de nitrogênio, chumbo, partículas de poeira e compostos orgânicos voláteis, são produzidos como resultado.

Os veículos motorizados respondem por cerca de 60% da poluição por monóxido de carbono, em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. Os gases gerados por meios de transportes em geral responde por 14% das emissões globais de gases de efeito estufa. Carvão e madeira também são queimados em países de baixa renda, liberando monóxido e dióxido de carbono, além de partículas de poeira.

  • Agricultura e Pecuária
PARA VOCÊ:
As teias de aranha estão abrigando a poluição plástica nas grandes cidades

Esta é mais uma importante fonte de poluição no planeta. Pesticidas e fertilizantes são usados na produção agrícola, envenenando progressivamente o solo. Eles também entra em contato com as águas subterrâneas e contaminam rios e lagos. A pecuária também esgota recursos hídricos preciosos, pode levar ao sobrepastoreio e é o principal fator para a destruição da maioria das florestas.

A criação de gado para alimentação, por exemplo, é responsável por 5% de todas as emissões de gases de efeito estufa devido aos grandes volumes de metano liberados na atmosfera. O gado é o animal mais poluente, respondendo por cerca de 65% de todas as emissões da indústria pecuária.

PARA VOCÊ:
A casca de laranja é biodegradável e ecologicamente correta?

Não podemos ignorar a influência da evolução humana na poluição ambiental

Os humanos desenvolveram todas essas tecnologias como resultado de sua exploração, que, embora benéficas para nós, têm um impacto negativo no meio ambiente.

Não podemos esquecer dos aterros sanitários, onde adoramos despejar todo o nosso lixo diariamente. Todos os dias, os aterros se expandem e mais lixo é enterrado embaixo. No entanto, embora os aterros sanitários sejam projetados para ajudar a desintegrar o lixo, nem todo material, como o plástico, por exemplo, se decompõe rapidamente, levando centenas e até milênios para ser desintegrado por completo, dai a importância da reciclagem.

Como subproduto do processo de decomposição, os aterros sanitários geram metano, um gás de efeito estufa que tem o poder de reter até 30 vezes mais calor do o dióxido de carbono. O lixo em decomposição pode potencialmente poluir a água doce e potável por entrar em contato com córregos e águas subterrâneas.

Artigos relacionados